Quem exige ajuda se comporta como uma criança

22.07.2019

 

“Uma vez escrevi um pequeno aforismo sobre a ajuda. Quem quer ajudar, não consegue mais ajudar, pois nesse momento ele interfere na alma do outro. O outro é que permite a ajuda. Só assim é seguro e adequado para o ajudante. Quando se exige ajuda, via de regra, não se deve ajudar, a não ser que se trate de um acidente grave ou algo semelhante. Quem exige ajuda se comporta como uma criança, e o ajudante precisa nesse momento se comportar como se fosse mãe ou pai. Ambos começam, então, uma assim denominada relação terapêutica de transferência e de contratransferência. E isso está sempre fadado ao fracasso.” Bert Hellinger – Ordens da Ajuda 

Compartilhar
Share on Twitter
Please reload

Assine nosso canal
Please reload

CONTATO

[11] 94292-1740 - Marcella Santos

Unidade 1

Alameda Santos, 1773 - Cerqueira César

São Paulo/SP - CEP 01.419-100

[21] 98030-7444 - Luciana Ferreira

Unidade 2

Rua Augusta, 101   Sala 920  -  Consolação

São Paulo/SP - CEP 01.313-001

  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Tweeter

© 2018 Advocacia Sistêmica

© 2018 Gestão da Advocacia Sistêmica

Todos os direitos reservados.

WhatsApp GDAS