Um olhar para a mãe

19.05.2018

Os primeiros passos do advogado sistêmico na ajuda é buscar compreensão de seus próprios emaranhamentos, das suas questões, de seus conflitos internos. O que no seu passado ou no seu presente se repete? Quais padrões inconscientes? Com quem está identificado? Como está em relação a sua mãe? As desordem da ajuda começam quando o advogado não tem autoconsciência, não busca cuidar de si e acaba por acreditar que  têm nas mãos a chave para a solução dos problemas de seus clientes, atua com julgamento, com condenação, indignação, como um pai cego que não observa contextos.

“A maior parte dos grandes problemas origina-se do fato de alguém estar separado da sua mãe, de que não toma ou não consegue tomar algo que vem dela. Então a ajuda para essa pessoa consiste em ajudá- la a aproximar-se da sua mãe. Mas podem existir obstáculos, por exemplo, um emaranhamento. Como podemos reconhecer que alguém está intimamente conectado com a sua mãe? Pelo fato dessa pessoa ser amada pelos outros. Como podemos reconhecer que alguém não está conectado com a sua mãe? Pelo fato de alguém amar pouco e não ser muito amado. Onde, então, começa o amor? Na mãe.” 

 

Compartilhar
Share on Twitter
Please reload

Assine nosso canal
Please reload

CONTATO

[11] 94292-1740 - Marcella Santos

Unidade 1

Alameda Santos, 1773 - Cerqueira César

São Paulo/SP - CEP 01.419-100

[21] 98030-7444 - Luciana Ferreira

Unidade 2

Rua Augusta, 101   Sala 920  -  Consolação

São Paulo/SP - CEP 01.313-001

  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Tweeter

© 2018 Advocacia Sistêmica

© 2018 Gestão da Advocacia Sistêmica

Todos os direitos reservados.

WhatsApp GDAS