A Constelação Familiar como prática mediativa de tratamento de conflitos

Na atual sociedade brasileira, observou-se a formulação de propostas legislativas de institucionalização nos Tribunais que buscam regular o procedimento da mediação, pautado pelo diálogo e restabelecimento dos laços sociais rompidos pelo conflito. Aliada à prática mediativa, surge a Constelação Familiar, cujo objetivo é auxiliar na construção da resposta do conflito pela consolidação das relações humanas e da paz.

 

A partir do exposto, o presente trabalho tem por objetivo, utilizando o método de abordagem hipotético-dedutivo, e o método de procedimento bibliográfico, apresentar o instituto da mediação, que se desenvolve de forma espontânea e que é buscado voluntariamente pelas partes interessadas, a partir do Direito Sistêmico, o qual mostra laços invisíveis de amor e oportuniza o reconhecimento do outro e sua compreensão diante do conflito.

Busca-se analisar a possibilidade de aplicação de uma nova ferramenta, denominada de Constelação Familiar, não somente capaz de auxiliar e reverter, efetivamente, a excessiva morosidade do Sistema Judiciário, pauta central do debate contemporâneo, principalmente após a vigência do novo Código de Processo Civil (NCPC), da Lei de Mediações e da Resolução nº 125/10 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mas de resgatar a autonomia e o empoderamento das pessoas diante do conflito.

 

A Resolução nº 125/10 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) instituiu no Brasil a política nacional de tratamento de conflitos, apresentando a mediação e a conciliação como métodos adequados para a resposta dialogada do conflito. Inspirado na Resolução, o Novo Código de Processo Civil traz como objetivo a busca pela celeridade processual e a busca pela redução de demandas no Poder Judiciário através da adoção de algumas medidas como a obrigatoriedade da conciliação ou mediação como etapa inicial do procedimento a ser seguido pelas partes do processo, ressalvados os casos em que a matéria sob litígio não comportar autocomposição. Na presente abordagem, se dará ênfase apenas à mediação.

DOWNLOAD DO ARTIGO COMPLETO

Compartilhar
Share on Twitter
Please reload

Assine nosso canal
Please reload

CONTATO

[11] 94292-1740 - Marcella Santos

Unidade 1

Alameda Santos, 1773 - Cerqueira César

São Paulo/SP - CEP 01.419-100

[21] 98030-7444 - Luciana Ferreira

Unidade 2

Rua Augusta, 101   Sala 920  -  Consolação

São Paulo/SP - CEP 01.313-001

  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Gestão da Advocacia Sistêmica
  • Tweeter

© 2018 Advocacia Sistêmica

© 2018 Gestão da Advocacia Sistêmica

Todos os direitos reservados.

WhatsApp GDAS