O que é Constelação Familiar no Judiciário?

Atualizado: 10 de nov. de 2021

Inicialmente experimentada dentro de projetos piloto no judiciário, a Constelação Familiar está sendo considerada um recurso a mais na facilitação da solução de conflitos.

Criada pelo alemão Bert Hellinger e trazida ao direito pelo juiz Sami Storch, a filosofia e método encontrou espaço e adeptos do chamado Direito Sistêmico.

Em geral, ocorre junto à mediação e/ou conciliação, por meio da vivência os interessados podem "ver" a origem, relação, conexão acerca do conflito. Os processos são selecionados por semelhança e o constelado escolhido trás a questão do seu processo para ser constelada. Normalmente, os demais se identificam com várias questões que aparecem como padrão inconsciente na família. Em 15 dias aproximadamente retornam para a conciliação e os resultados de sucesso nos acordos realmente impressionam.

Existe um cuidado a mais por ser no judiciário, no modo de fazer e conduzir. Também está presente na advocacia, principalmente no Direito de Família e Inventários.

A Advocacia Sistêmica aplica e aposta nessa ferramenta que veio contribuir com os métodos adequados de solução de conflitos. Numa série de vídeos vamos conversar sobre o tema... inscreva-se no canal do You Tube e marque para receber por e-mail.

 

ASSINE nosso canal no You Tube e nosso informativo: AQUI

 

Marcella Santos é administradora, mestre em Estratégia e Mercado, especialista em comportamento, consultora sistêmica, meta-coach, master practitioner em PNL e consteladora familiar. Dedica-se a estudar o Pensamento Sistêmico em suas diversas teorias, formas, técnicas e ferramentas. Facilita o Grupo de Estudos de Advocacia Sistêmica e também coordena o projeto PSAdd desenvolvendo advogados, saiba mais em: www.advocaciasistemica.com.br e www.escoladealtaperformance.com

#constelaçõesfamiliares #constelaçõesnojudiciário #DireitoSistêmico #advocaciasistêmica

2.993 visualizações