Aceite a dor, não crie sofrimento


Katia Klipel

Quando tomamos a decisão de seguir pelo caminho do autoconhecimento, encaramos dores que, embora pareçam infindáveis, o momento de percepção nos leva além.

A dor é inevitável ao longo da vida. Muitas vezes, ela surge de um trauma, problema, ou uma necessidade não atendida na infância ou na idade adulta.

O sofrimento por sua vez, é criado por nós e vem de um estado de negação daquilo que já aconteceu ou ainda é, podendo ser gerado também, por uma expectativa de não querer sentir dor ou reviver uma angústia.

A aceitação é primordial em qualquer processo emocional. Quando o indivíduo se vê desobrigado de carregar o fardo da irresignação pelos fatos de seu passado, a necessidade em manter crenças pessoais e aparências se dissolve, e o eu verdadeiro surge com mais força.

Na medida que também vamos conhecendo nosso ego, e todas as suas facetas e mecanismos de defesa à dor, aceitamos nossos defeitos e abraçamos nossa humanidade, na exata forma que somos. Nos tornamos conscientes da nossa reação à dor, e o sofrimento vai sendo aliviado gradativamente.

É preciso coragem ao olhar para si, enxergar sua sombra e ver o que realmente se espreita por traz do nosso sofrimento. Quando eu vejo, eu me coloco numa posição de auto responsabilidade, e então, eu me curo e determino meu destino. Ser consciente é ser livre.

#dor #Sofrimento #Autoconhecimento

256 visualizações